#ATENÇÃO#

Novo endereço:
http://mente-hiperativa2.blogspot.com/

HIPERATIVOS:

#ATENÇÃO#

Novo endereço:
http://mente-hiperativa2.blogspot.com/


18 setembro 2010

Psicose - perda de contato com a realidade

Ela cortava os pulsos
Se furava com agulhas
Facas e garfos
Certo dia até engoliu anzóis
E foi parar num hospital
Ela não era suicída
Pois não queria se matar
E não se achava louca
Apenas sentia necessidade
De enxergar o próprio sangue
Jorrando, vermelho
Pra poder TER CERTEZA
De que era real e estava viva
De que não era tudo uma alucinação
A maioria das pessoas não precisa fazer isso
Mas a maioria das pessoas não é psicótica

[Mente Hiperativa]

10 comentários:

Déia disse...

Ui...

Quantas não se sentem vivas, pq na verdade, só esqueceram de deitar pra estarem mortas rs
bj

Ana SS disse...

Já leu "Nunca lhe prometi um jardim de rosas"?
Seu post lembrou-me o livro. Que aliás, é ótimo!!!

Rafael disse...

Eu gosto de furar meu crânio, pra ter certeza de que tem um cérebro ainda lá dentro.
Abraço

Mente Hiperativa disse...

Recomendo que você procure um especialista... rsrsr

Receio que sua cabeça seja uma peneira e que o pouco que restou do seu cérebro escorra como o catarro do nariz de uma criança.

Dario Dariurtz disse...

A dor me faz lembrar que estou vivo, não gosto de senti-la, mas assumo que ela me torne produtivo e também um ser humano melhor. Suporto bem a dor, e sentindo-a consigo ver com outros olhos as dores dos outros.
Ps: Não sou psicopata, mas tenho meus momentos de auto-flagelação, não é físico, mas o que é interno dói bem mais.

Flor de Lótus disse...

Olá meu caro!Te add no msn só ainda não tive a oportunidade de te achar on para batermos um papo.
Nossa fico impressionada com a quantidade de textos que tu escreve, realmente sua mente é hiperativa, gostei muito do post dos bebês realmente as crianças são os reflexos de seus pais e isso para mim é uma responsabilidade infinita...Estou lendo Lya Luft Múltipla Escolha e ela fala sobre isso sobre a família e o que a omissão e a falta de educação de qualidade tem feito com as nossas crianças.
Beijosss

Anônimo disse...

psicose
Quando alguém nos conta uma história realista dependendo da confiança que temos nessa pessoa acreditaremos na história.
A forma de você conduzir idéias confrontando-as com os fatos é uma maneira de estabelecer o contato com a realidade, portanto estaríamos diante de um estado psicótico!
Pois bem, o aspecto central da psicose é a perda do contato com a realidade. A psicose propriamente dita começa a partir do ponto em que a pessoa relaciona-se com objetos e coisas que não existem no nosso mundo (percebo através de teus textos, que você viaja geral! Gosto quando a pessoa tem seu mundo das idéias.....kkk ).

Mente Hiperativa disse...

"(percebo através de teus textos, que você viaja geral! Gosto quando a pessoa tem seu mundo das idéias.....kkk )"

Me chamou de psicótico? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Tô brincando.

Eu escrevi esse texto porque eu estou lendo um livro que trata do sofrimento humano, advindo de diversas frentes. E uma dessas frentes é a psicose.

ANTES eu achava que os psicóticos se cortavam e se mutilavam por loucura, ou simplesmente pra chamar a atenção.

DEPOIS eu constatei que eles perdem o discernimento entre a realidade e a alucinação. Então o ato de se mutilar, ver o sangue, sentir a dor, seria uma forma de ter certeza de que está vivendo a realidade, e não uma alucinação.

No fim eu disse que a maioria das pessoas não faz isso, porque não são psicóticas, ou seja, elas sabem se estão sonhando ou acordadas.

E mesmo assim, mesmo não sendo psicóticas, quem nunca pediu pra ser beliscado pra ter certeza de que não estava 'sonhando'?

Talvez esse seja o equivalente do psicótico se mutilar.

Ana SS disse...

Uau! Adorei o seu próprio comentário, Sr Mente Hiperativa! Poderia ser um post.

A psicose é um assunto muito interessante. E os psicóticos são ainda mais. É um dos assuntos pelo qual sou apaixonada, até porque trabalho diariamente com psicóticos, também.

O psicótico não tem corpo. Essa imagem corporal que nós temos, os psicóticos não têm. Aí, tudo bem se cortar, é como se não fossem eles a quem estivessem cortando. Não há dor física. Já a psíquica...uau, que dor!

Sonhar e estar acordado são coisas difíceis de se diferenciar, porque são a mesma coisa, praticamente.

Genial a sua comparação com o "beliscão" que pedimos quando não acreditamos em algo que acontece...é bem isso...é MUITO isso!

Allyne Evellyn disse...

Lembrei da aula da semana passada sobre os Boderlines, entre a neurose e a psicose eles também apresentam como sintoma a automutilação.

Blogo, logo existo.

Blogo, logo existo.
"... E que fique muito mal explicado. Não faço força para ser entendido. Quem faz sentido é soldado..."

Mário Quintana