#ATENÇÃO#

Novo endereço:
http://mente-hiperativa2.blogspot.com/

HIPERATIVOS:

#ATENÇÃO#

Novo endereço:
http://mente-hiperativa2.blogspot.com/


24 julho 2010

Troque seu coração por uma calculadora!


Foi essa a solução que meu amigo encontrou. Hoje conversando no MSN ele me confessou que não tem coração, que o guardou e no lugar colocou uma calculadora.

Foi mais ou menos assim, um dia, cansado de sofrer por amor, de esperar retribuição, de cobrar e sobretudo cansado de sofrer, ele decidiu não esperar mais nada das pessoas. Assim resolveu trocar o coração por uma calculadora.

Calculadoras
só contabilizam, não sentem, e o mais importante, não sofrem!


Por que deveria esperar tanto das pessoas?
Por que sofrer por causa delas?
Por que achar que dessa vez daria certo, se nunca dá?

Hoje as pessoas entram e saem de sua vida, passando por uma calculadora que contabiliza os ganhos e as perdas, tudo de forma automatizada, afinal de contas ela não passa de uma máquina. Sendo assim procedimentos padrões são repetidos a todo tempo, sem atribuir sentimentos, culpas ou saudades. Tudo é prático e reparável, os danos não são capazes de atingi-lo mais. Nem lhe causam qualquer sofrimento.


Minha primeira reação foi estranhamento, depois achei que ele tava errado, mas por fim coloquei a mão na consciência e conclui que eu já fiz isso tantas vezes. Quem nunca fez? Quem nunca abandonou o coração para automatizar os sistema que tire a primeira pilha. Quem nunca resolveu jogar tudo pra cima depois de sofrer por amor? Todo mundo faz isso, por pouco ou muito tempo; alguns adotam o sistema por uma fase, outros por toda uma vida.

Mas (IN)felizmente ele não pretende viver a vida toda com a calculadora no peito. Ele disse que um dia vai colocar o coração de volta no seu lugar, e então vai ter que reaprender a utilizá-lo.

Ou seja, vai voltar a amar, a desfrutar de todos os benefícios que isso traz, mas vai também voltar a sofrer. Fazer o que se a vida é assim... É só amar pra sofrer ou então sofrer de tanto amar. A outra opção é usar a calculadora.

[Mente Hiperativa]

5 comentários:

Juliane Pontes disse...

Tá. Uma calculadora não sofre,mas também não se alegra, não sente a emoção de um coração palpitando quando estamos felizes... E isso é MUITO bom!
Prefiro continuar sendo um ser humano e usar o meu coração.
bjs!

Hugo Otávio disse...

Concordo com a garota acima...
O sofrimento faz parte da vida.
O amor também.
O amor não se calcula. Ultrapassa o entendimento de números e operações. Supera-se, vive-se... se ama!
"Só quem ama é capaz de ver e ouvir estrelas..."
;)
Busque a sua constelação...

Ana SS disse...

Seria fácil se pudéssemos decidir quando usar o coração, ou a calculadora....
Mas é o coração e a calculadora que decidem quando nos usar...
E ainda bem que é assim!

Barbara disse...

A palavra amor é tão confundida né?
Ou a gente se ama no outro?
Não sei de nada não mas esperar do outro é tão ilusório quanto acreditar que sempre seremos coerentes com o sentimento de um agora qualquer.
Prazer e obrigada.

Confidente aprendiz disse...

o amor não tem definição, não tem como desvendar todo segredo e quando encontramos em um coração bruto esse sentimento,felicidades e decepções estão em jogo.

Blogo, logo existo.

Blogo, logo existo.
"... E que fique muito mal explicado. Não faço força para ser entendido. Quem faz sentido é soldado..."

Mário Quintana