#ATENÇÃO#

Novo endereço:
http://mente-hiperativa2.blogspot.com/

HIPERATIVOS:

#ATENÇÃO#

Novo endereço:
http://mente-hiperativa2.blogspot.com/


27 julho 2010

Sonhos possíveis

Indico a leitura do seguinte texto para todos que são portadores de transtornos psiquiátricos, que tem amigos ou parentes assim, que convivem com alguém assim. Indico a leitura a todos, pois no fundo todos somos diferentes, todos temos nossas peculiaridades que mesmo não sendo consideradas trantornos psiquiátricos, muitas vezes atrapalham um pouco nossa vida, tornando as coisas mais difíceis.

Os créditos do texto se encontram ao fim desta página.



------------------------------------------------------------------------------

O maior sonho de um portador de transtorno psiquiátrico é simplesmente ser compreendido, ter um relacionamento normal com as pessoas, com um parceiro ou parceira...


Somos pessoas difíceis, de difícil relacionamento. Muitas vezes não sabemos expressar o que estamos sentindo, e nós vemos que aqueles que estão ao nosso lado ficam sem saber o que fazer, e acabam tomando atitudes que ocasionalmente nos irritam. Somos surdos, numa terra de cantores de ópera! Somos cegos, sozinhos, atravessando a avenida mais movimentada da cidade!

Mas, nós sabemos, só não sabemos como dizer... Em várias ocasiões, demonstramos esse nosso “saber/sentir”, interpretando uma música, fazendo poemas ou contos, pintando, fotografando, esculpindo... Digo, posso até estar errada, mas os grandes artistas de qualquer seguimento da arte são portadores de algum transtorno, pois têm a sua sensibilidade aguçada a ponto de ir além do possível... Bem, nem todos podem ter, mas aqueles que têm algum transtorno, certamente são grandes artistas!

Sendo assim, veja bem, o que temos que vencer é a barreira da comunicação com os outros, tratando nossas mazelas da forma correta – mais uma vez – medicamentos, médico e psicoterapeuta – e procurando calar aqueles medos e inseguranças que povoam nossa mente... Tentar substituí-los por sonhos possíveis, sonhos de vida em paz, como um rio calmo correndo para o mar, sem pressa, sem barreiras, só com belas árvores e flores nas beiradas desse rio da nossa vida. Olhar quem nos cerca com paciência extraída do fundo deste rio, do fundo d’alma.

Difícil? Muito. Requer muito de nós, e nem sempre estamos com estado de espírito para isso... O fantasma da tristeza vive a nos assombrar... Mas, lembre: fantasmas também podem fazer “puff!” depois que você conseguir não ligar para eles! É tentar, com vontade, ou relaxar e deixar fluir esta tristeza para as profundas! Somente a tristeza deve ir. Eu, Você, Nós, temos coisa melhor para fazer! Tentar transformar o mundo daqueles que não tem nada, num mundo mais sensível. Só assim, eles entenderão o que estamos dizendo, o que precisamos, o que todos precisam – afeto, compreensão, carinho, amor.


Um texto de Lígia Flôres


-------------------------------------------------------------------------------------------
Colei daqui: http://filosofiadaloucurasomostodosloucos.blogspot.com
-------------------------------------------------------------------------------------------

[Mente Hiperativa]

26 julho 2010

Mãe, eu não passo fome!

Porque as mães sempre pensam que nós filhos passamos fome?

Meus pais são separados, desde sempre, e há uns cinco anos eu resolvi morar com meu pai. Então toda vez que minha mãe vem me ver ela traz uma 'mini-feira'... Hoje mesmo ela veio aqui me ver e trouxe bolo, pudim, macarrão, leite de caixa, gelatina(??), entre outras coisas que eu nem vou falar aqui.

Resumindo, foi uma sacola enorme cheia de comida. Isso é típico de mãe, amigos, tios ou pais não fazem isso; isso é coisa de mãe. Apesar de eu gostar dessa atenção toda, muitas vezes sou obrigado a repreendê-la um pouco, eu digo: "mãããe, não precisa disso, nem disso. Eu não passo fome não, tem comida demais aqui em casa, você sabe."
Mas não adianta NADA, na outra visita ela traz outra 'mini-feira'.

Porque as mães são assim, sempre preocupadas que sua
'cria' não passe fome?

Minha vó era a mesma coisa, quando eu ia na casa dela no fim de semana ela sempre dizia "Meu filho lindo, como você tá magrinho! Venha comer, venha, vou fazer um lanche pra você." E então ela me entupia de comida, bolo, banana com leite condensado, inhame com charque, doce de banana, biscoito, chocolate, macarronada, era comida o tempo todo.

Quando o fim de semana acabava e eu voltava pra minha casa eu sempre ia com uma lancheira, minha vó mandava leite condensado, biscoito, pipoca e claro, coca-cola (vovó era viciada em coca-cola). Minha mãe não gostava nem um pouco dessas coisas que eu trazia, ela não deixava eu comer 'porcarias' durante a semana, então às vezes a 'alfândega' apreendia minha lancheira.


Talvez eu nunca entenda perfeitamente o porquê das mães nos entupirem de comida o tempo todo, pois eu nunca vou ser mãe, nunca vou sentir o que elas sentem. Mas confesso, gosto muito disso.

Às vezes eu penso que essa preocupação excessiva com nossa alimentação surge logo que nascemos, na primeira amamentação. Pense comigo, a mãe normalmente é a primeira a garantir a alimentação do filho, a zelar pela nutrição daquela criaturazinha indefesa. Geralmente ela se mantém responsável por garantir a nutrição do filho durante a sua infância e juventude, afinal é ela que selecionando nossa comida, preparando, cuida pra que comamos no horário certo, na quantidade certa.

Dessa forma talvez elas não consigam se dissociar do pensamento 'meu filho precisa comer', 'vou preparar sua comida', 'ele deve estar com fome'. Como ela poderia largar esse papel depois de anos cuidando disso? É um pensamento que habita sua mente desde que o filho nasceu, e é tão natural, que ela não consegue deixar de se preocupar com isso. Cuidar do filho é como respirar. E quem consegue parar de respirar?
Leia também:
Amor de mãe

[Mente Hiperativa]

Sobrenomes

Eu não sou Pereira, nem Lima. Poderia ter sido Oliveira - por parte de mãe - mas acabei não sendo. Ao menos consegui ser Jardim.

Pensando bem, o Jardim detém todas as cores, texturas, aromas e sabores. O Jardim tem todas as frutas, pêras e limas e muito mais.

Eu sou Jardim, logo sou Pereira, sou Lima, sou também Carvalho e Figueira. E porque não Pimenta? Pinheiro? Campos? Serqueira? Sou Nogueira, e Laranjeira. Sou todas as frutas e também todas as flores. Sou árvore frondosa e erva daninha. Sou inseto, sou praga, sou gafanhoto. Sou Jardim.


[Mente Hiperativa]

A lesma

Lúdico.

E humanizado, nunca vi uma lesma tão humana quanto essa.

[Mente Hiperativa]

Deixa isso pra lá


Download:
FLVMP43GP

Deixa isso pra lá - Jair Rodrigues

Deixa que digam
Que pensem
Que falem

Deixa isso pra lá
Vem pra cá
O que que tem ?
Eu não estou fazendo nada
Você tambem
Faz mal bater um papo
Assim gostoso com alguem ?

Vai,vai,por mim
Balanço de amor,é assim
Mãozinha com mãozinha pra lá
Beijinhos e beijinhos pra cá

Vem balançar
Amor é balanceio meu bem
Só vai no meu balanço quem tem
Carinho pra dar
[Mente Hiperativa]

25 julho 2010

Óvulo

Nesse dia os seus olhos brilhavam como diamantes, mais do que o habitual. Sua pele exalava um odor que parecia imperceptível ao meu consciente, mas que mexia profundamente comigo, me chamava pra perto de ti. Sua voz se propagava doce, sedutora, provocante, em harmonia com seus olhares e suas atitudes envolventes.

Difícil resistir à tamanha tentação, ao poder do óvulo.

[Mente Hiperativa]

Difícil ser diferente

Quem disse que eu sei lidar com esse jeito bipolar?
Pensa que me divirto com isso?

Oscilando entre um extremo e outro eu vou vivendo - intensamente - buscando sempre algo novo que me prenda a atenção; sou exagerado, 'xiita', mesmo, e somente duas coisas me motivam: o tudo e o nada!

Aos olhos de muitos posso ser o complicado, o chato, o doido, o vagabundo, o sem juízo, o eterno insatisfeito. Quem pode falar o que sou se nem eu sei o que sou? Não sei nem o que quero, mas sei que quero agora, não posso esperar muito tempo, tem que ser logo.

Como é difícil ser diferente num mundo de 'iguais'.
Leia também:
Amor Bipolar
[Mente Hiperativa]

24 julho 2010

Amor é síntese

Por favor não me analise,
Não fique procurando cada ponto fraco meu,
Se ninguém resiste a uma análise profunda,
Quanto mais eu
Ciumento, exigente, inseguro, carente,
Todo cheio de marcas que a vida deixou.
Vejo em cada grito de exigência
Um pedido de carência, um pedido de amor.
Amor é síntese,
É uma integração de dados,
Não há que tirar nem pôr.
Não me corte em fatias,
Ninguém consegue abraçar um pedaço,
Me envolva todo em seus braços
E eu serei perfeito, amor.

Mário Quintana

[Mente Hiperativa]

Rapidão

Foi tão rápido,
o tempo de queimar um cigarro.
Se foi bom?
O que é ser bom?
Foi vazio.
E acabou num instante,
pra nunca mais.
Nem gostei.

[Mente Hiperativa]

Troque seu coração por uma calculadora!


Foi essa a solução que meu amigo encontrou. Hoje conversando no MSN ele me confessou que não tem coração, que o guardou e no lugar colocou uma calculadora.

Foi mais ou menos assim, um dia, cansado de sofrer por amor, de esperar retribuição, de cobrar e sobretudo cansado de sofrer, ele decidiu não esperar mais nada das pessoas. Assim resolveu trocar o coração por uma calculadora.

Calculadoras
só contabilizam, não sentem, e o mais importante, não sofrem!


Por que deveria esperar tanto das pessoas?
Por que sofrer por causa delas?
Por que achar que dessa vez daria certo, se nunca dá?

Hoje as pessoas entram e saem de sua vida, passando por uma calculadora que contabiliza os ganhos e as perdas, tudo de forma automatizada, afinal de contas ela não passa de uma máquina. Sendo assim procedimentos padrões são repetidos a todo tempo, sem atribuir sentimentos, culpas ou saudades. Tudo é prático e reparável, os danos não são capazes de atingi-lo mais. Nem lhe causam qualquer sofrimento.


Minha primeira reação foi estranhamento, depois achei que ele tava errado, mas por fim coloquei a mão na consciência e conclui que eu já fiz isso tantas vezes. Quem nunca fez? Quem nunca abandonou o coração para automatizar os sistema que tire a primeira pilha. Quem nunca resolveu jogar tudo pra cima depois de sofrer por amor? Todo mundo faz isso, por pouco ou muito tempo; alguns adotam o sistema por uma fase, outros por toda uma vida.

Mas (IN)felizmente ele não pretende viver a vida toda com a calculadora no peito. Ele disse que um dia vai colocar o coração de volta no seu lugar, e então vai ter que reaprender a utilizá-lo.

Ou seja, vai voltar a amar, a desfrutar de todos os benefícios que isso traz, mas vai também voltar a sofrer. Fazer o que se a vida é assim... É só amar pra sofrer ou então sofrer de tanto amar. A outra opção é usar a calculadora.

[Mente Hiperativa]

Non, je ne regrette rien

Tão bom poder cantar essa música, tão bom poder olhar pra trás e dizer que não se arrepende de nada do que fez.



Não, Eu Não Me Arrependo de Nada

Não! Nada de nada...
Não! Eu não lamento nada...
Nem o bem que me fizeram
Nem o mal - isso tudo me é igual!

Não, nada de nada...
Não! Eu não lamento nada...
Está pago, varrido, esquecido
Não me importa o passado! (2)

Com minhas lembranças
Acendi o fogo (3)
Minhas mágoas, meus prazeres
Não preciso mais deles!

Varridos os amores
E todos os seus "tremolos" (4)
Varridos para sempre
Recomeço do zero.

Não! Nada de nada...
Não! Não lamento nada...!
Nem o bem que me fizeram
Nem o mal, isso tudo me é bem igual!

Não! Nada de nada...
Não! Não lamento nada...
Pois, minha vida, pois, minhas alegrias
Hoje, começam com você!
Começa com você
Link:
http://www.youtube.com/watch?v=RPIP7kWNphQ
[Mente Hiperativa]

Memória


"Oh abre os vidros de loção
e abafa
o insuportável mau cheiro da memória."

Carlos Drummond de Andrade.
Lembro de minha avó
sempre almíscar
e sua casa
de incenso e sândalo
em Botafogo.
Lembro de respirar
jabuticaba em novembro
dama-da-noite
quando anoitecia
e a maresia
na praia do Leblon.
Lembro de minha mãe
lençóis quarados
perfume de amaciante.
Era um cheiro confortável.

Talvez cheiro seja coisa da infância
e não exista na vida real.
Talvez cheiro seja lembrança.

----------------------------------------------------------------------
Colei daqui: http://flaviadoria.blogspot.com/
----------------------------------------------------------------------

[Mente Hiperativa]

23 julho 2010

O banho é meu e eu passo o tempo que eu quiser!


Eu e meu irmão pentelho:

-Você demora muito tempo tomando banho!


-E daí?

-Economize água, o meio ambiente agradece.

-Economize minha paciência que eu agradeço também.

[Mente Hiperativa]

Allez l'amour

Ludeal conseguiu representar, sem cortes, algumas cenas de amor de alguns filmes excelentes, tudo ao som da música allez l'amour. Muito bom!

Os filmes são: le baiser de l'Hotel de Ville
, encontros e desencontros, uma linda mulher, ghost, o segredo de Brokeback mountain, coração selvagem, match point, brilho eterno de uma mente sem lembranças,os corações loucos e o vento levou.




Pra quem não se situou eu coloquei as imagens dos filmes abaixo.



Link:


http://www.youtube.com/watch?v=C7yoc7kGTbs
[Mente Hiperativa]

Questão de foco

"Um cliente vai num consultório psicológico e diz para o doutor:

- Toda vez que estou na cama, acho que tem alguém embaixo. Aí eu vou embaixo da cama e acho que tem alguém em cima. Pra baixo, pra cima, pra baixo, pra cima... Estou ficando maluco!

- Deixe-me tratar de você durante dois anos, diz o psicólogo. Venha três vezes por semana, e eu curo este problema.

- E quanto o senhor cobra? -Pergunta o paciente.

- R$ 120,00 por sessão, responde o psicólogo.
-
Bem, eu vou pensar - conclui o sujeito.


Passados seis meses, eles se encontram na rua.

- Por que você não me procurou mais? Pergunta o psicólogo.

- Cobrando 120 paus a consulta, três vezes por semana, em dois anos eu teria gasto R$ 37.440,00 e isso ia ficar caro demais, então um sujeito me curou por 10 reais.

- Ah, é? Como? -Pergunta o psicólogo, curioso.

O sujeito responde:
- Por R$ 10,00 ele cortou os pés da cama...

--------------------------------------------------------------------------

Muitas vezes o problema é sério, mas a solução pode ser muito simples!

HÁ UMA GRANDE DIFERENÇA EM FOCAR A ATENÇÃO NO PROBLEMA E NA SOLUÇÃO!

Foque uma solução ao invés de ficar pensando no problema."

Desconheço o nome do autor, mas é uma ótima lição.

[Mente Hiperativa]

22 julho 2010

Não me ligue

Eu não suporto promoções de operadoras telefônicas. As pessoas se sentem obrigadas a fazer ligações intermináveis, muitas vezes sem assunto algum, só porque é 'quase de graça'.

Como pode uma pessoa te ligar TODOS OS DIAS e perguntar sempre quais as novidades? Quais novidades podem surgir em 24hs?

A melhor receita pra eu enjoar de alguém é me ligar todo dia, toda hora, todo instante. Me sinto logo sufocado.

Por mim o mundo não teria telefone celular, pelo menos eu não teria se pudesse Eu seria mais feliz sem poder ser localizado o tempo todo, controlado. O fato de portar um telefone quer dizer que se você não atender as pessoas vão ficar loucas de raiva, como se você tivesse a obrigação de atendê-los a qualquer momento ou circustância.

[Mente Hiperativa]

Pais e filhos

Eu não tenho filhos, ainda, mas fico observando as crianças que me cercam, as crianças da minha família, por exemplo, e vejo que hoje em dia as coisas são tão diferentes do 'meu tempo'.

Hoje mesmo painho queria dar uma volta com meu irmãozinho (que tem 3 anos e meio de idade), o guri fez um escândalo pra vestir a roupa, parecia mais que estavam querendo jogar ele numa fornalha a 900 graus celsius. Resultado, ele
não quis se vestir a roupa, apesar dos inúmeros apelos de painho, e acabou não saindo de casa. Sinceramente, eu acho sem sentido um pai ter que apelar pra que o filho de tão pouca idade vista uma roupa e calçe uma .

Então eu pergunto, quem é o pai e quem é o filho? Quem é que manda e quem obedece na história?

Não sou tão velho assim, 23 anos, mas no meu tempo as coisas eram diferentes... Segundo painho mesmo dizia 'ele não tem o que querer', eu não tinha opinião, eu apenas obedecia. E se não obedecesse levava umas palmadas e ficava de castigo. Hoje em dia não vejo mais isso.

Meu avô sempre foi uma figura de autoridade, sempre tive muita obediência e respeito a ele. Aliás, não só eu como meu pai, tios, irmão e primos. Meu avô nunca levantou a mão, sequer me deu um beliscão em vinte e tantos anos, bastava nos olhar e falar -de uma forma tão firme que só ele sabe- que nós obedeciamos sem exitar.

Hoje em dia um pai que dá umas palmadas no filho não é visto com bons olhos, há inclusive um projeto de lei que quer proibir a palmada em criança. Dizem que traumatiza a criança... Eu sempre levei umas palmadas de mainha e nunca fiquei traumatizado, nem violento, mas aprendi a ter educação, a obedecer, a ter conduta.


Voltando ao meu irmãzinho, depois de muito escândalo pra não se vestir, quando ele percebeu que sem roupa ele não ia passear, então continuou o escândalo, gritando, chorando e batendo a cabeça na parede (sim, ele faz isso). Será que é um caso pra super nanny?

Os pais de hoje querem ser o oposto dos pais de antigamente. Eles querem ser mais próximos dos filhos, mais amigos, porém o ônus disso é que se perde um pouco do respeito e da autoridade. Um pai que conversa com o filho de igual pra igual não estabelece uma relação hierárquica, não impõe respeito.

Hoje em dia eu vejo que em muitos casos os filhos é que mandam nos pais. Eu não entendo como se chega a esse ponto. Eu já vi várias crianças baterem nos pais, mandarem neles, tomarem as rédeas da situação e colocarem condições.

Às vezes penso que os pais se culpam por não terem muito tempo para os filhos e então o pouco tempo que têm deixam os filhos fazerem o que bem entenderem, cobrem os filhos de mimos e lhe enchem de presentes, brinquedos.

Que tipo de filhos estão criando? Filhos que não respeitam os pais? E quem mais eles vão respeitar, se nem os pais respeitam?

Estão criando filhos sem limites, que pensam que podem fazer o que querem, que não recebem represálias pelas atitudes incorretas que cometem, filhos que não são punidos.

Eu não sou a favor da violência às crianças, de forma alguma. Eu acredito que os pais precisam ser amigos dos seus filhos, têm que dar muito amor a eles, muito mesmo. Mas defendo a opinião de que às vezes uma palmada ou um castigo bem dado é o melhor remédio, na dose certa, e que a criança precisa entender quem é que manda e quem é que obedece. Senão vira bagunça...

[Mente hiperativa]

21 julho 2010

Amor ou paixão?

O amor é sereno;
A paixão, inquieta.

O amor é simples;
A paixão, complicada.


O amor é suave;
A paixão, intensa.


O amor é doce;
A paixão, picante.


O amor é eterno;
A paixão, fugaz.


O amor é ternura;
A paixão, desejo.


O amor nos chama;
A paixão, provoca.



Eu já amei, uma vez. Me apaixonei vááárias. Não sei se nasci somente pra me apaixonar ou se o amor é que ainda não chegou. Quem sabe...

[Mente Hiperativa]

O tempo tá de enlouquecer!!!

Previsão do tempo de "antigamente":
Pancadas de chuva à tarde na região norte, aproximação de uma frente fria ao sul e dia ensolarado no nordeste do país.
Previsão de hoje em dia:
Tufão atinge o sul do país, enchentes atacam o nordeste e seca castiga o extremo norte.

E quem não enlouquece com uma previsão dessa?
[Mente Hiperativa]

Beleza [2]

Hoje recebi um elogio, me chamaram de 'Lindo'. Então eu pensei, "é bonito aquele que sabe esconder os seus defeitos com maestria".

(Me desculpem, tô sem criatividade pra criar um título decente)


[Mente Hiperativa]

Coisa de filme

Às vezes eu penso que o pijama xadrez é algo que só pertence aos filmes... Isso é tão rotulado, nos filmes todos dormem de pijama xadrez, na vida real eu não conheço ninguém que faça isso. Ah, conheço sim, meu avô, mas também é só ele.

Outra coisa de filme é aquela mesa de café da manhã, sempre com uma jarra de suco de laranja, torradas, pão, geléia... Tudo tão perfeito, tão arrumado e organizado; parece que as coisas já tem um lugar marcado na mesa. Não sei se é porque eu não gosto de tomar café da manhã, mas me parece TÃO artificial essa cena.

Do mesmo jeito é igualmente artificial a família feliz americana, pai, mãe, filho, filha e cachorro. Todos felizes posando pra uma foto no jardim.

E aqueles encontros no saguão do aeroporto, no qual uma pessoa está pronta pra ir embora quando de repente seu grande amor chega e a impede de cometer tamanha loucura. Nunca vi isso aqui no 'mundo real'.


Tem coisas que só vejo em filme mesmo. Desconfio que na vida real não existam de fato.

[Mente Hiperativa]

20 julho 2010

Senhas

Senhas - Adriana Calcanhoto

Eu não gosto do bom gosto
Eu não gosto de bom senso
Eu não gosto dos bons modos
Não gosto (2x)

Eu aguento até rigores
Eu não tenho pena dos traídos
Eu hospedo infratores e banidos
Eu respeito conveniências
Eu não ligo pra conchavos
Eu suporto aparências
Eu não gosto de maus tratos

Mas o que eu não gosto é do bom gosto
Eu não gosto de bom senso
Eu não gosto dos bons modos
Não gosto

Eu aguento até os modernos
E seus segundos cadernos
Eu aguento até os caretas
E suas verdades perfeitas

O que eu não gosto é do bom gosto
Eu não gosto de bom senso
Eu não gosto dos bons modos
Não gosto

Eu aguento até os estetas
Eu não julgo competência
Eu não ligo pra etiqueta
Eu aplaudo rebeldias
Eu respeito tiranias
E compreendo piedades
Eu não condeno mentiras
Eu não condeno vaidades

O que eu não gosto é do bom gosto
Eu não gosto de bom senso
Não, não gosto dos bons modos
Não gosto

Eu gosto dos que têm fome
Dos que morrem de vontade
Dos que secam de desejo
Dos que ardem (2x)

Eu gosto dos que têm fome
E morrem de vontade
Dos que secam de desejo
Dos que ardem (5x)

[Mente Hiperativa]

19 julho 2010

Chega mais perto...

Conheço gente que é assim, de longe parece um poddlezinho inofensivo, dócil e companheiro. Mas chega mais perto pra você ver só, ele mostra logo os dentes, é na verdade um doberman no melhor estilo 'lobo em pele de cordeiro'. Cuidado com as aparências.

[Mente Hiperativa]

18 julho 2010

Quanto custa um lugarzinho no céu?

OK, preciso confessar uma coisa: muitas vezes eu acho as religiões uma imensa perda de tempo, as igrejas são como templos de alienação, os chefes religiosos como grandes peões que vão tocando a boiada, acalmando a 'massa' pra que ela não se revolte contra o sistema.

Claro que eu posso estar sendo um pouco exagerado, generalizando demais, mas é assim que eu enxergo, um processo bem abrangente. Talvez não seja TODA religião ou TODO religioso assim, mas a filosofia religiosa leva a um direcionamento nesse sentido. Basta observar à sua volta e constatar o que estou falando, procure os religiosos poderosos, fanáticos, seguidores e se pergunte o que eles estão fazendo. Converse com essas pessoas, decifre suas palavras e veja o que elas pensam sobre sua religião.

Leia sobre a antiguidade, a idade média, leia sobre as guerras, as revoluções, sobre os Estados e governos, logo vai perceber que a religião sempre esteve metida no meio disso tudo, por trás sempre esteve a igreja alienando o povo a lutar cegamente por seus interesses, além de financiar com o dinheiro do próprio povo todos esses conflitos que beneficiavam apenas aos poderosos.
A história só confirma tudo que falo aqui.

Sinceramente, você acha que hoje é diferente? Mudou alguma coisa? Já dizia um sábio amigo meu, "a história se repete e quem lê sobre o passado pode enxergar o que acontece no presente."

Por isso eu não sigo religião alguma (aposto que você já tinha concluido isso), não frequento igreja nem faço propaganda de nada disso; acredito em Deus, muito, e tenho amigos de diversas religiões, alguns apenas simpatizantes e outros até fanáticos, respeito todos eles. Respeito, o que não significa que eu acredite ou ache normal certas coisas, discordo de alguns pontos. NA MINHA OPINIÃO, um lugar onde se busca ajuda espiritual e precisamos pagar por isso, pra mim não é um lugar de Deus. Desse tipo de lugar eu passo bem longe, atravesso a calçada e ando pelo outro lado da rua. Pra mim isso é vender a palavra de Deus, é usar o nome dele pra tirar proveito das pessoas.


Você já ouviu dizer que na idade média se vendia lugar no céu? A igreja vendia às pessoas abastadas que compravam um lugar pra ir depois de morrer, muita gente ouve isso e acha um absurdo, mas HOJE em dia se faz a mesma coisa, pode acreditar que tem gente que ainda cai nessa. Muitas vezes vejo nas ruas, nas conversas e até nos programas de televisão da madrugada, pessoas desesperadas, carentes de tudo, que são cruelmente exploradas, extorquidas, alienadas. Eles pegam uma pessoa que não tem nada e tiram tudo dela. Tiram não só o dinheiro, mas também o mais importante, sua capacidade de pensar, de julgar o que é bom ou ruim, certo ou errado.

Não quero aqui julgar religiões, afinal quem sou eu pra dizer quem tá certo ou errado? Não posso dizer que tal religião é certa e tal é errada, talvez existam porções podres que se aproveitam da carência das pessoas, explorando-as até a última gota de sangue. Hoje em dia há muitas pessoas carentes de esperança, o mundo está carente, as pessoas precisam de apoio, e diante desse contexto existem pessoas que usam a religião e o nome de Deus pra vender -literalmente- a salvação através de alguma igreja, lhe prometendo mundos e fundos, explorando o pouco que aquela pessoa tem. Isso é um absurdo, uma falta de dignidade, falta de amor ao próximo.

Até quando pessoas vão usar o nome de Deus pra acumular riqueza? Até quando pessoas vão ser enganadas dessa forma? Será que elas não conseguem perceber a cilada na qual estão?

[Mente Hiperativa]

Excêntrico

Eu tenho um tio meio... Doido? Bem, eu diria que doido é quem come merda e rasga dinheiro. Como ele não faz nenhuma dessas duas coisas, eu prefiro dizer que ele é um pouco excêntrico, que ele tem um estilo de vida um pouco diferente da 'maioria' das pessoas. Digamos que ele tem um jeito próprio e único de ser e agir, o que o torna um tanto especial e divertido, muito divertido por sinal. Ele é daquele tipo que vive cercado de amigos, todos rindo e se divertindo o tempo todo.

Hoje eu estava com ele voltando pra casa e passamos por um casal com o filho no colo, eles pareciam estar saindo da igreja e indo pra casa (suposição nossa), então meu tio comentou:
"Às vezes eu queria ter uma vida normal, ser casado, ter filhos, criar um cachorro barulhento dentro de um apartamento de 100m². Queria ter que acordar cedo todos os dias para ir ao trabalho, nos domingos ir à missa e assistir fantástico, com suas notícias extraordinárias capazes de mudar minha vida (isso foi uma ironia, pra quem não percebeu).

Por exemplo, fantástico anuncia que suco de beterraba com quiabo de manhã cedo é uma ótima receita pra emagrecer. Aí eu vou e passo a tomá-lo todos os dias, de manhã cedo ainda em jejum. Vou fazer do fantástico meu guru espiritual (Risos). E vou comentar todas a notícias na segunda-feira com os colegas de trabalho, como se fosse a coisa mais interessante da minha vida."
Por favor, continue sua vida bem excêntrica, não há nada melhor; 'Vida normal' não tem a MENOR graça.

Deixemos a vida perfeita, normal e previsível, para as propagandas de margarina.


[Mente Hiperativa]

17 julho 2010

Cansei de procurar

Felicidade,

amor,

sucesso,

dinheiro...





Cansei de procurar.



Agora quero ser encontrado.

[Mente Hiperativa]

15 julho 2010

Minha mãe quer que eu case

Os pais sempre acham que sabem o que é melhor pra os filhos, mas na verdade não é bem assim. Justiça seja feita, é claro que eles fazem isso com toda boa intenção do mundo, eles não querem que os filhos sofram e cometam os mesmos erros que eles. Mas isso tudo é em vão pois na vida todo mundo erra, todo mundo sofre, e o mais importante, qualquer um pode superar isso tudo.

É preciso ponderar que nem sempre estaremos certos, não somos detentores de uma verdade absoluta.
Então como poderiamos saber o que é melhor para um filho?
Como poderíamos passar por cima da vontade deles e achar que podemos decidir suas vidas?

Cada um vive sua vida, os pais não podem achar que vão viver a vida dos filhos ou fazer escolhas por eles. Nem sempre o que é melhor pra você será também o melhor para seu filho, cada um é feliz de uma forma diferente, não há fórmula pronta ou certeira. Sendo assim cada um sabe o que é melhor pra si, e se não souber, se errar, pode lá na frente tentar corrigir seus próprios erros. É assim que se supera e se evolui.

No filme "Minha mãe quer que eu case" Daphne é uma mãe solteira que criou as três filhas muito bem, mas se preocupa com a caçula, Milly. Ela ainda está solteira então sua mãe, com medo que ela caia numa cilada, procura o pretendente ideal para casar com a filha.

Ela encontra -através de um anúncio- um homem rico, bonito, educado e gentil para casar-se com filha. Isso tem cara de que vai dar certo?

[Mente Hiperativa]

Amor igual ao teu


Espero que o Toni Garrido esteja errado...

Amor igual ao teu

Amor igual ao teu
Eu nunca mais terei
Amor que eu nunca vi igual
Que eu nunca mais verei

Amor que não se pede
Amor que não se mede
Que não se repete (2x)

Amor igual ao teu
Eu nunca mais terei
Amor que eu nunca vi igual
Que eu nunca mais verei

Amor que não se pede
Amor que não se mede
Que não se repete
Amor...

Você vai chegar em casa
Eu quero abrir a porta
Aonde você mora?
Aonde você foi morar
Aonde foi.....

Não quero estar de fora
Aonde está você?
Eu tive que ir embora
Mesmo querendo ficar
Agora eu sei
Eu sei que eu fui embora
Agora eu quero você de volta pra mim

Amor igual ao teu
Eu nunca mais terei
Amor que eu nunca vi igual
Que eu nunca mais verei

Amor que não se pede
Amor que não se mede
Que não se repete(2x)

[Mente Hiperativa]

O cheiro (Fake) das coisas

Ontem eu usei água sanitária, aí ficou aquele fedor na minha mão. Então eu passei limão pra ver se tirava o cheiro da água sanitária (foi a única coisa que pensei). Cherei minhas mãos, com cheiro de limão. Depois lavei com detergente, que por coincidência era de limão. Aí cherei de novo minhas mãos, mas não tinha cheiro de limão.

A partir daí cheirei tudo que via pela frente... Descobri que confeito de melancia não tem cheiro de melancia. Gelatinha de morango não tem cheiro de morango. Creme de cabelo de chocolate não tem cheiro de chocolate. Sabão de coco não tem cheiro de coco. Fanta laranja não tem cheiro de laranja.

É tudo Fake...

[Mente Hiperativa]

Respeitem os animais (e os monstros)

Eu até pensei em chamá-lo de animal, mas isso certamente seria um insulto aos animais. Nem mesmo eles seriam capazes de cometer tamanha crueldade.

Então será um montro? Se for monstro é de algum tipo que nunca ouvi falar, os monstros que conheço são o bicho papão, o monstro debaixo da cama e o monstro do lago Ness
...

Monstro igual a esse da foto eu nunca tinha ouvido falar.


[Mente Hiperativa]

14 julho 2010

Possessão ou psicopatia?

Jesse tinha uma vida feliz e um marido perfeito, Ryan. O irmão de Ryan, chamado Romam, é um bandido que vai passar um tempo na casa do casal e com seu jeito estranho acaba assustando Jesse.

Logo em seguida acontece um terrível acidente de carro envolvendo Ryan e Romam. Ryan permanece em coma enquanto Romam acorda, dizendo convicto que é casado com Jesse, o que a deixa perturbada. À medida em que ele vai se recuperando vai se lembrando, com riqueza de detalhes, de momentos que os dois viveram juntos.

Será um caso de possessão, ocorrido após o acidente? Ou será que ele é um psicopata e está fingindo isso tudo?

Você pode até acertar o desfecho da história, mas tenho certeza de que em algum momento do filme você vai duvidar do seu ponto de vista. Pra quem gosta de suspense o filme é excelente: Sombras de um desejo'' (Versão original, em inglês, Possession')
Links relacionados:

Trailer
http://www.youtube.com/watch?v=2kHBtvxcX6Q&feature=player_embedded

[Mente Hiperativa]

15 Razões pra comprar um celular simples

Comprei um celular novo semana passada. Já é o quarto telefone do ano, e estamos ainda no primeiro semestre.

O primeiro morreu afogado. O segundo sofreu uma morte súbita, eu tava correndo no calçadão da praia, escutando música por ele e quando cheguei em casa ele tava funcionando bem. Quando voltei do banho, ele tinha apagado e não funcionou mais. E o terceiro, depois que eu perdi a tampa traseira que sustenta a bateria, ficou se desligando sozinho e quando funciona fica sem sinal. Resultado, tive que comprar um novo.

Dessa vez eu optei por um bem simples, pois não é de hoje que não tenho sorte com aparelhos eletrônicos.

Em outubro do ano passado ganhei um netbook, em dois meses a tela ficou com a imagem alterada e depois apagou. Levei na assistência, era defeito de fábrica, aí eles consertaram. Agora ele tá cheio de vírus aqui... Acho que vou ter que formatá-lo.

Isso sem falar nos inúmeros mp3 players que já quebraram na minha mão. O meu último foi parando aos poucos, parecia mais que tava com uma doença degenerativa, progressiva. Primeiro a bateria passou a durar bem menos que o normal, depois ele não acendia a luz do display, em seguida os botões não correspondiam ao que deveriam, e antes de parar de funcionar de vez, o fone de ouvido tinha que ter um encaixe especial senão não funcionaria. Em janeiro meu irmão ganhou um mp3 e nem usava. Ele me deu pra usar e quando eu usei três vezes ele não dura 15minutos funcionando, se apaga.

Então pra quem não tem sorte com telefone também, aí vão alguns motivos pra comprar um celular simples:

Ele é resistente. Como não tem tela touch screen, display sofisticado ou qualquer peça sensível demais, então dificilmente eles se despedaçam ou se quebram ao cair no chão, por exemplo.

Apesar de básico, tem rádio FM. Pra quem é igual a mim -que se pudesse ficaria 24hs ouvindo música- isso é um pré-requisito básico na hora de comprar um celular.

Não tem câmera. Afinal câmera digital serve pra tirar foto, celular pra fazer ligação, isso é óbvio. Então ninguém vai ficar te enchendo o saco pra você tirar fotos e nem sua namorada vai fuçar seu celular procurando supostas fotos de supostas garotas que ela vai querer saber quem são.

Não tem Bluetooth ou Infravermelho. Seus amigos não vão perder o tempo deles (nem o seu) trocando toques pseudo-engraçados e outras babaquices sem qualquer utilidade.

Você vai gastar pouco, é possível encontrar inúmeros modelos por menos de cem reais.

Só recebe um chip. Claro, quem precisa de duas linhas telefônicas? Ninguém vê que isso é maluquice? Uma só basta, na minha opinião somente a residencial já seria o suficiente.

Ninguém vai querer roubá-lo. Pode ser usado em qualquer lugar, por mais perigoso que seja. Relaxe, qualquer ladrão tem um celular melhor que o seu, então é claro que ele não vai perder tempo roubando o seu.

Tem garantia de um ano. Esse é pra quem pensa: 'prefiro comprar um mp15 chinês com tv, rádio, câmera, touch screen, blábláblá...' Pode comprar um nckia (sim, existe essa marca, não digitei errado) e esperar, pois parece mais que eles vêm com um dispositivo que destrói o aparelho em 2 ou 3 meses. É sempre assim com esses aparelhos chineses.

Os jogos são bem simples. Por que isso é bom? Porque seu sobrinho ou primo mais novo não vai se interessar em gastar metade da sua bateria em 15 minutos de jogo.

Não tem GPS. Sua esposa não vai mapear seus passos.

Não tem videoconferência.
Sua esposa não vai mapear seus passos [2].

Tem pouco espaço na agenda telefônica. Você não precisa anotar milhões de telefones inúteis que sabe que nunca vai utilizar.

Não vai te causar pânico se for perdido ou roubado. Já pensou se você perdesse seu computador? Imagine quantos dados, arquivos pessoais, materiais do trabalho, fotos, enfim, imagine quanta coisa você perderia. Hoje em dia muitos celulares são mini-computadores repletos de informações que não queremos perder por nada. Um celular simples te poupa todo esse stress.

Sua bateria dura muito tempo. Isso é muito bom! Escuto rádio e faço ligações por HORAS, e a bateria diminui quase nada, assim não preciso carregar todos os dias.

Não tem Internet. Que bom! Você não vai precisar entrar na paranóia de que PRECISA estar 24hs por dia conectado à rede, vai ser obrigado a usar a net apenas diante de um computador.
[Mente Hiperativa]

13 julho 2010

Como dar profundidade a uma relação?

Somos pais e filhos, irmãos, amigos, vizinhos... Nos vemos todos os dias, passamos a maior parte do dia juntos, mas não nos conhecemos tão bem como se espera; falta-nos profundidade na relação.

Sendo assim eu me pergunto, como dar profundidade a uma relação? Por que mesmo com a proximidade e com o tempo não conseguimos atingi-la na sua plenitude?

Claro que a amizade não é uma obrigação, nem vem pronta só poque compartilhamos laços de sangue, mas se espera que entre pessoas que tenham um parentesco próximo, ou uma convivência diária, exista uma amizade intensa. Na prática não é sempre assim.

A amizade é algo que se constrói, no dia-a-dia, aos poucos, bilateralmente e não adianta ficar procurando quem errou ou vasculhando o passado pra saber porque a relação é tão superficial. Procurar culpados só desgasta mais ainda a relação; é preciso olhar pra frente, pensar no futuro e perceber que se não foi construido uma amizade até agora, ainda há tempo, nunca é tarde pra começar a construí-la.

Olhe pra frente, se mexa e comece a construir apartir de agora.

[Mente Hiperativa]

Ecoparanóicos

Queria deixar expressa a minha revolta com relação à sustentabilidade, ou melhor, às pessoas que tem levado essa ideologia ao extremo e assim tentam enlouquecer as pessoas ainda lúcidas.

Todos os dias somos bombardeados com mensagens pela televisão, rádio, panfletos, email e boca-a-boca: não polua, não emita gases tóxicos, não use sacolas plásticas, nem spray, nem gaste muito papel, não faça isso, nem aquilo, faça assim, use isso... Pense verde!

Hoje em dia não se pode fazer mais nada que os ecoparanóicos caem em cima de você, tudo que se faça é tido como um bom motivo pra poluir e destruir o meio ambiente, e se você proceder assim será crucificado de cabeça pra baixo em plena praça pública. Ah, antes que eu esqueça, com madeira de demolição, claro, pra ser sustentável!

Li numa revista que um pequeno cachorro doméstico pode chegar a poluir tanto quanto um carro popular. E aí ela deu dicas e produtos pra usar e então ter um cachorro-sustentável e de bem com o meio ambiente. Acredite, já tem até livro ensinando isso ( tudo pelo 'bem do meio ambiente', claro, ninguém pensa em lucrar em cima disso não. Claro que não...)

Passou também no noticiário da tevê que empresas promovem o enterro/velório sustentável!!! Quer dizer que hoje em dia até na hora de morrer a gente polue o meio ambiente, não se pode nem morrer com a consciência tranquila. Desse jeito ninguém aguenta, é muita paranóia! Daqui a pouco vão nos convencer que respirar polue o meio ambiente, libera CO² na atmosfera... E aí quem vai respirar com a consciência tranquila, sem antes ter alguma forma de compensar as emissões nocivas ao meio ambiente?!

Sendo assim deixo manifestada minha revolta. Ecoparanóicos, vão encher o saco de outro!

[Mente Hiperativa]

10 julho 2010

Two hearts together

HOJE É SÁBADOOOOO

Dia de farrar, sair, se divertir, beber, dançar, curtir...



[Mente Hiperativa]

08 julho 2010

De algum lugar do orkut



Não tenho mais orkut, andava sem paciência e deletei meu perfil há um certo tempo. MAS de vez em quando eu entro por um fake pra 'dar uma espiadinha'. Num desses passeios encontrei um perfil bem interessante de uma garota:

Não sou boa com números, com frases feitas e com morais de história. Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável, almejo o quase impossível. Meu coração é livre, mesmo amando tanto. Tenho um ritmo que me complica, uma vontade que não passa, uma palavra que nunca dorme. Quer um bom desafio? Experimente gostar de mim. Não sou fácil. Não coleciono inimigos. Quase nunca estou pra ninguém. Mudo de humor conforme a lua, me irrito fácil, me desinteresso à toa. Tenho o desassossego dentro da bolsa, e um par de asas que nunca deixo. Às vezes, quando é tarde da noite, eu viajo. E, sem saber, busco respostas que não encontro aqui. Ontem, eu perdi um sonho. E acordei chorando, logo eu que adoro sorrir. Mas não tem nada não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia quando menos se espera a gente se supera, e chega mais perto de ser quem na verdade a gente é!
[Mente Hiperativa]

Blogo, logo existo.

Blogo, logo existo.
"... E que fique muito mal explicado. Não faço força para ser entendido. Quem faz sentido é soldado..."

Mário Quintana